banner_dominicanas1 banner_dominicanas2 banner_dominicanas3 banner_dominicanas4 banner_dominicanas5 banner_dominicanas6 banner_dominicanas7

Experiência de Profissão

“A quem enviarei? Eis-me aqui, envia-me a mim”
(Is. 6,8)

 

Em primeiro lugar quero agradecer a Deus por me ter acompanhado ao longo dos anos de formação e por ter chegado a este dia para o qual  há tanto tempo vinha-me preparando.

Não tenho palavras que expressem melhor os sentimentos do meu coração, para partilhar convosco o que foi dia 14 para mim. Todavia é o dia que marcou a minha história de vida, uma data na história, inesquecível, dia de muita alegria. Neste dia eu mesma dei o meu sim a Deus diante dos irmãos, a sua presença, para mim, aumentou a alegria que sentia.

 A festa começou com a celebração Eucarística às 8:30, na paróquia de Todos Santos das Mahotas, como já sabemos este foi o ponto culminante da nossa festa e da minha entrega a Deus. A missa foi presidida pelo padre Frank o nosso ex-professor de vida consagrada. Tudo no ambiente falava de festa: A decoração da Igreja, com a frase do Profeta Isaías que nós escolhemos, em lugar visível; o grupo coral que cantou maravilhosamente; as dançarinas, que nos brindaram a beleza dos seus gestos, sem nenhuma falham, e todas as irmãs e participantes nos diferentes momentos e ritos da Eucaristia, especialmente no rito da profissão religiosa.

A seguir foi o almoço na Comunidade Formadora do noviciado em Mahotas, um verdadeiro banquete nupcial. Foi preparado pelas mães e pais da família dominicana, que não pouparam sacrifícios nem trabalhos, com toda alegria e generosidade, para que a festa fosse inesquecível. Após o almoço fizemos o tradicional corte do bolo no meio do canto participado por todos os presentes.

A festa continuou num bom ritmo, agora seguiu o tempo recreativo acompanhado pelas danças, músicas, poesias e entrega dos presentes, o que para nós simbolizou a alegria e amizade que as pessoas têm connosco, conselhos também fizeram parte da festa.   

Numa festa como esta ninguém fica cansado, porém nunca foi nossa,  e ele ia-se embora, contudo os convidados, amigos e familiares começaram a despedir-se por volta das 17:00, assim ia-se  marcando o fim da festa, todavia a juventude deu continuidade com a música.

Neste dia, senti-me muito feliz por me saber chamada por Deus no meio do povo, não somente a felicidade fez parte da cerimónia, embora estivessem presentes o meu pai a minha irmã-mãe e seu marido e a filha, senti a falta da minha mãe e de alguns irmãos que pelos transtornos causados pelo acidente não puderam tomar parte comigo, saudades de continuar na incubadora da casa mãe-formadora para ser eu mesma na caminhada e pensar nos novos desafios que me esperam. Portanto conto sempre com as vossas orações, conselhos e ajuda.

A todas endereço o meu muito obrigado por tudo, sempre conto convosco.
  
Maputo, 21 de 02 de 2012
Gilda Zacarias Húo

O que te enche Coração

Muito queridas irmãs.
É com muita alegria que partilho convosco a semana Missionária realizada em Camarate Lisboa, do 10 a 18 de Março.

Antes de mais quero agradecer vossas orações, estou certa que também vós estivestes presente nesta semana de modo muito especial com a vossa oração a qual agradeço. A missão é de todas nós, de maneiras distintas.

Nesta animação missionária procuramos consciencializar as populações como pessoas batizados, leva-los também ao anúncio da Boa Nova e à conversão. Sensibilizamo-los para as necessidades dos que mais precisam e à inter-comunhão.

O objetivo desta semana missionaria foi apresentar a realidade da missão ad gentes, consciencializar o povo de Deus para sua responsabilidade missionária, informar e refletir sobre as situações de injustiça e exploração nas relações de uns para com os outros, um estilo de vida mais evangélico, partilhar os carismas das diferentes Congregações, propor a vocação missionária em todas as suas formas, às crianças, aos jovens e aos adolescentes.

Os encontros de animação realizaram--se nas diferentes paróquias, encontros com as crianças nas escolas, na catequese, com os jovens, e com os adultos nos seus próprios locais, e ainda com grupos e movimentos paroquiais já existentes. Os leigos foram o grande apoio desta semana. Também marcamos presença nas celebrações da Eucaristia e organizamos encontros de oração, Via- Sacra, e outras celebrações, dentro do Tempo Litúrgico que estamos a viver, a «Quaresma».

O Tema desta semana foi: «O QUE TE ENCHE O CORAÇÃO?» uma pergunta para todas nós, que no-la podemos fazer a nós mesmas. O que me enche o coração? Está nas nossas mãos.

A Comunidade paroquial de Camarate e nós equipo de Animação Missionária, procuramos «dar um rosto de dinamismo missionário à paróquia, nas palavras referidas pelo bispo auxiliar de Lisboa, D. Joaquim Mendes, na abertura das atividades, o qual nos acompanhou em diversos momentos ao longo da semana.
Cada semana tem a sua beleza, em tudo o que vamos encontrar. Primeiro nas pessoas, e depois nas demais atividades que fomos realizando no trabalho de todos os dias.

A organização desta semana, foi da responsabilidade dos Missionário Combonianos
De toda a diocese vieram testemunhos de Irmãs missionárias consagradas e de missionários de diferentes Congregações, assim como um bom grupo de leigos.
Diariamente a população de Camarate que passou por perto da Igreja foi interpelada pela presença de duas tendas. Ao aproximarem-se era-lhes feito o convite, retirar uma das coisas que preenche negativamente o coração, ocupando o lugar de algo que o pudesse tornar feliz, capaz de dar vida a um coração novo.
Conscientes de que é necessário dar tempo para que a semente de Jesus possa entrar e nascer no nosso coração, foi oferecido a todas as pessoas um vaso com uma semente que cresceu ao longo da semana e foi trazido depois para a celebração de encerramento no último dia.

Foi muito bom poder participar nesta semana missionária, é um trabalho que entra dentro do nosso Carisma, e uma vez que a Província se comprometeu neste trabalho de animação missionária temos de dar resposta até que se possa a este trabalho.

Desejo a todas e cada uma das irmãs, continuação de uma boa Quaresma.
Um grande abraço para todas e cada uma das irmãs.

Lisboa 23 de Março de 2012.

Irmã Maria Adelaide Dias Varanda

Festa da Madre Fundadora - Comunidade da Venda Nova 2012

Boas Festas no dia da nossa Madre Fundadora Beata Ascensão Nicol

 

 

A força mostra-se na debilidade.
M. Ascensão encarnou 
e implementou
o ideal missionário:

viver ao serviço dos empobrecidos

 

 

Muito queridas irmãs.

Como é do conhecimento de todas, o Conselho Provincial fez a visita Canónica e a aprovação dos Projetos comunitários, a todas as comunidades da Província, entre os meses de dezembro e janeiro.

Desde então muitos acontecimentos se têm vindo realizando, e o mais importante foi a presença do Pe. Felicísimo no meio de nós. Com uma grande riqueza Teológica e seu testemunho de vida, ajudou-nos a refletir sobre a importância da nossa Consagração na Congregação e na Igreja.

Quais são as motivações, convicções, que nos impulsionam a viver o Espírito de Jesus? Uma Espiritualidade baseada na Fé, que nos convida à mudança, novas formas de estarmos juntas, porque a verdadeira mudança implica renúncia, é um desafio, por isso chega o momento de se tomar consciência de que nos falta muito caminho, porque não é possível estabelecer a reestruturação sem a força da graça interior, disponibilidade, enraizada na fé e na oração. A extraordinária metáfora da imagem da casa construída sobre rocha e a casa construída sobre areia, meditar sobre a fé como único fundamento da nossa vida religiosa, como fonte última da espiritualidade. ( Mat 7,21-27)

Ao celebrarmos a festa da nossa Beata Ascensão Nicol, faço referência ao Salmo 130:’’ O homem de fé aguarda pelo Senhor mais que a sentinela pela Aurora. Esta deve ser a nossa experiência como eleitas de Deus a olhar o mundo na sua verdade, sem nos deixarmos abater pelas tribulações. Por isso convido-vos a viver a festa da Madre Fundadora com uma atitude de confiança, convencidas de que somos escolhidas por Deus para uma missão dentro da história da Salvação. Que nossos projetos pessoais e nossas pequenas ações, nos levem ao grande projeto de Deus. Só assim transformaremos o nosso mundo. Procuremos adquirir o verdadeiro espírito dos nossos Fundadores. Eles nos indicaram o caminho para a missão.

Fraternalmente

Lisboa 7 de Fevereiro de 2012

Irmã Maria Adelaide Varanda

Em Memória da Ir. Maria da Graça…

Uma vida cheia da graça do Senhor, começando pelo seu nome; ao jeito de Maria quando o anjo a saudou Ave Maria cheia de Graça. Vida de Aceitação, nas renuncias do dia a dia. Vida disponível para ajuda aos outros, com optimismo tranquilo, sem esperar recompensa, a verdadeira caridade.

Continuar...

A FORÇA DO ROSÁRIO

Ao longo da história, o Rosário foi uma verdadeira fonte de graça. Hoje esta fonte continua bem presente no nosso meio, nas famílias, simples dos nossos bairros, e no mundo.

Maria é a Medianeira das graças de Deus. Todos os cristãos podem rezar o Rosário. Esta oração que meio de Maria e, através de Maria, nos veio a Salvação.

Continuar...

Fotogalerias

Bairro 6 de Maio
Colégio Flori
Exposição missionária
Festa padroeiro
Capítulo
Fundadores
Moçambique
Mocambizade
Peregrinação Fátima
Semana Santa Moçambique