banner_dominicanas1 banner_dominicanas2 banner_dominicanas3 banner_dominicanas4 banner_dominicanas5 banner_dominicanas6 banner_dominicanas7

A FORÇA DO ROSÁRIO

Ao longo da história, o Rosário foi uma verdadeira fonte de graça. Hoje esta fonte continua bem presente no nosso meio, nas famílias, simples dos nossos bairros, e no mundo.

Maria é a Medianeira das graças de Deus. Todos os cristãos podem rezar o Rosário. Esta oração que meio de Maria e, através de Maria, nos veio a Salvação.

Continuar...

A nossa missão hoje

SOCIAL DO BAIRRO 6 DE MAIO

 O Senhor Padre Manuel Nóbrega, Vicentino, pediu que escrevêssemos algo actual sobre a nossa Missão nos Bairros 6 de Maio e Estrela d´África – Venda Nova, Amadora - e fazemo-lo não só com muito gosto, mas como um dever e como um meio de expressar a nossa gratidão, - que deve de ser mesmo muita -, uma vez que há já 10 anos que estamos a receber a ajuda e o apoio gratuito, generoso e dedicado dos Padres Vicentinos, de modo muito especial, do Sr. Padre Nóbrega.

Continuar...

87º Aniversário da morte de Mons. Zubieta

19 de Novembro
87º Aniversário da morte de Mons. Zubieta

"Nós sabemos e sentimos que estamos sempre unidas, mas é bom e necessário, de vez em quando, expressá-lo e fazê-lo em dias/celebrações especiais, além de ter um sabor diferente, é, também, uma maneira de celebrarmos esses dias.

Este ano ao tentar preparar-me para esta festa, que para mim é muito grande, pois tenho um carinho e admiração muito especial pelo Padre Fundador, não me sai da minha mente um pensamento seu: " estarei sempre mergulhado em Deus e se quereis encontrar-me e pensar em mim, pensai e mergulhai em Deus.".

Li vários pensamentos dele estes dias, mas é só este que me vem sempre à memória e ao coração... mesmo que queira partilhar o porquê disto, também não o saberia fazer. Sei, isso sim, que é um pensamento com grande profundidade, que vai ao essencial, ao mais importante: DEUS!; que expressa bem o único que motiva Mons. Zubieta; que nos leva a um mar sem fundo, etc., etc.

Nesta celebração de 2008, querem unir-se na meditação e descoberta do significado que Mons. Zubieta quis dar e quis expressar com este seu pensamento, que é um verdadeiro ideal e sonho de vida???

Não esqueçamos, então, o "lugar" onde, nesta sua festa ou em qualquer momento, podemos encontrar o querido Mons. Zubieta .

encerramento do ano paulino

Também o Centro Social do Bairro 6 de Maio fez, no dia 14 de Junho, o encerramento do ANO PAULINO e escolheu a Igreja Jubilar de S. Paulo, de Salvaterra de Magos, para a celebração final. Foi uma óptima surpresa o interesse manifestado pelas pessoas, de tal modo que foram necessários dois autocarros. Algumas das cartas de S. Paulo, concretamente a que escreveu aos Filipenses, foram estudadas, ao longo do ano, pelo grupos da Missão e neste dia fez-se a leitura solene e participada por muitos, de algumas frases previamente seleccionadas e meditadas por alguns. Foi, ainda, muito bonito e emotivo, a encenação que se fez e que nos permitiu ter a sensação de que todos os presentes estávamos dentro da "barca" que Paulo utilizou para as suas viagens missionárias.

S. Paulo ficou, sem dúvida, no coração de todos os que participamos nesta celebração, pois esta "tocou" fundo, até pela sua beleza...No início da homilia um dos Concelebrantes perguntou se estávamos felizes, ao que se respondeu com um SIM convicto, tendo ele respondido que isso se via bem na cara de todos. Houve alguém da Comunidade Cristã local que participou na celebração e no final pediu:"Venham cá mais vezes! Foi tão bonito...

O convívio, o almoço partilhado, as lindas paisagens ribatejanas, as festas que decorriam em Salvaterra e a tranquilidade do dia, também ajudaram, e muito, à festa!

Moçambique: Partilhando a experiência do jubileu com as comunidades cristãs

Na última Assembleia da Vigararia, demos início ao Ano Jubilar, evocando a memória dos 50 anos de presença das irmãs em Moçambique (1959 - 2009). Nesse mesmo encontro, decidimos que esta experiência que desejávamos viver, tanto a nível pessoal como comunitário, seria bom partilhá-la também com as comunidades cristãs com as quais trabalhamos.

Animadas por este espírito, a nossa comunidade do Chirangano preparou-se para reflectir e celebrar a riqueza bíblica que encerra o Ano Jubilar, com as 4 Comunidades que normalmente acompanhamos: Icidua, Torrone Novo, Bairro de Janeiro e Chirangano,
Começamos por nos preparar comunitariamente, distribuindo as tarefas. Cada uma das comunidades cristãs acolheu muito bem esta iniciativa que para eles era cheia de novidade.

Esta partilha realizou-se na celebração dominical na qual participamos todas as irmãs da comunidade. Na hora da homilia uma irmã que não era a que habitualmente acompanha a comunidade, explicava o sentido bíblico do Ano jubilar e o seu significado na celebração dos 50 anos de presença da Congregação no nosso País. Este conteúdo era o que tínhamos reflectido juntas. Ajudou-nos muito o uso de uns cartazes que foram elaborados a nível da Vigararia e distribuídos por todas as comunidades, que continham
frases curtas com as ideias principais e desenhos alusivos.

Sentimos muito acolhimento e interesse da parte de todas as pessoas. Participavam activamente fazendo perguntas e observações muito pertinentes. Fizeram-nos sentir como em família pela sua adesão e manifestações de apreço pelas primeiras irmãs e por todas.

Este mesmo ambiente prolongou-se no fim da celebração eucarística, em que vários grupos de pessoas permaneceram conversando connosco sobre este tema. Cantamos e dançamos como não podia deixar de ser, quando se trata de uma festa.

Todas avaliamos como muito positiva esta iniciativa e ficámos muito contentes de como as pessoas a acolheram; Custou-nos um pouco a preparação mas a verdade é que nos enriqueceu muito mais. É assim como vamos avançando no caminho da festa do encerramento do Ano Jubilar, que será no dia 6 de Dezembro, em Milange, na localidade de Tengua, a nossa primeira missão.

Bem gostaríamos que todas as irmãs pudessem estar presentes neste momento. Mas não pomos de parte este sonho, porque temos a certeza de que, mesmo desde a distância, estareis connosco. Não é verdade Irmãs?!
Desde agora já contamos com o vosso apoio solidário e fraterno.
Bem-haja!

Comunidade S. Martinho do Chirangano (Quelimane)

Fotogalerias

Bairro 6 de Maio
Colégio Flori
Exposição missionária
Festa padroeiro
Capítulo
Fundadores
Mocambizade
Peregrinação Fátima
Retratos de Família
Semana Santa Moçambique