banner_dominicanas1 banner_dominicanas2 banner_dominicanas3 banner_dominicanas4 banner_dominicanas5 banner_dominicanas6 banner_dominicanas7

Mês Dominicano para a PAZ

Carta do Mestre Geral da Ordem dos Pregadores, 

 

Fratres Ordinis Prædicatorum

CURIA GENERALITIA

 

Roma, 1 de Outubro de 2017

 

A Todos os membros da Família Dominicana

Mês Dominicano para a PAZ

 

Queridos Irmãos e Irmãs,
Saudações cordiais de Roma!

Depois da agitada actividade do nosso Ano Jubilar, agora estamos a tratar de dar seguimento aos vários e novos compromissos que fizemos.

Um dos temas recorrentes no nosso Jubileu, foi a importância de renovar a nossa pregação como defensores da Paz (como S. Domingos) num mundo “rasgado” por muitas formas de violência e guerra. É muito difícil encontrar um país que se salve desta dura realidade que engendra o medo, a insegurança e a afirmação de estreitas identidades étnicas e religiosas, há dado lugar ao sofrimento, a morte e ao deslocamento de comunidades inteiras.

Enquanto muitos dominicanos / as, já estão envolvidos em formas de pregação que estão trazendo a Esperança, a tais situações, agora queremos promover uma solidariedade global dominicana para todos esses esforços. Portanto, propomos identificar um período de cada ano, em que os dominicanos / as em todas as partes do mundo orem pela PAZ, e ofereçam solidariedade para um projecto particular de paz.

O período que propomos, é o Advento, quando todos esperamos a encarnação do Príncipe da PAZ.

O nosso foco na PAZ começará no primeiro Domingo do Advento e terminará no Dia Mundial da Paz da Igreja, dia 1 de Janeiro. Cada mês de Dezembro será, portanto o nosso Mês Dominicano para a PAZ.

O nosso foco de solidariedade, este ano (2017) será sobre a Colômbia. Existem vários Irmãos e Irmãs dominicanos/as que estiveram muito envolvidos durante os tempos mais complexos da guerra e agora com muitas mais razões em apoiar a implementação do Acordo de PAZ, que foi recentemente assinado. O seu apelo à solidariedade é que nos inspirou a instituir este Mês Dominicano para a PAZ. Portanto, convidamos todos os membros da Família Dominicana para se unirem a este esforço de solidariedade.  

Para identificar os pontos de abordagem para os próximos anos, nós convidámos as nossas Irmãs dominicanas do DSI (Irmãs Dominicanas Internacionais) a unirem-se a nós para desenvolver a sua direcção. Convocamos nossas entidades dominicanas em todos os lugares a reflectir sobre seus próprios esforços pela PAZ que se beneficie de uma solidariedade global dominicana.

Então, convidamos qualquer entidade que tenha desenvolvido um projecto concreto, para fazer um pedido para ser o foco do nosso Mês Dominicano para a PAZ nos próximos anos. Este pedido pode fazer-se através do Promotor Geral de Justiça e Paz da Ordem ou a Promotor Internacional de Justiça, Paz e Integridade da Criação do DSI.

2017 Foco na Colômbia

É possívelque já ouvimos falar do histórico Acordo de PAZ, assinado na Colômbia em Novembro de 2016, entre o governo e o maior e mais antigo grupo guerrilheiro da região, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC). Depois de mais de 50 anos de confrontação, as partes em conflito, decidiram fechar um dos mais trágicos e devastadores ciclos de violência armada neste país da América Latina. Em o mundo onde a ameaça de guerra é uma tendência crescente, este esforço para construir a PAZ necessita de ser fortemente encorajado.

Durante várias décadas, os Irmãos Dominicanos e as Irmãs Dominicanas, estiveram envolvidos no acompanhamento das comunidades afectadas pelo conflito em várias partes do país, sendo uma das zonas mais afectada, o Catatumbo. A campanha de este ano encorajará toda a Ordem durante o Mês Dominicano para a PAZ (Dezembro) a apoia-los nos seus esforços de fortalecer a PAZ e a Reconciliação na Colômbia através de:

1.ORAÇÂO:

  • Cada entidade é convidada a organizar ao menos uma Vigília de Oração e celebre Eucaristia pela PAZ e Reconciliação na Colômbia.
  • Isto pode ser feito de maneira criativa, para consciencializar sobre o processo de Paz na Colômbia e como se relaciona com a realidade local.
  • Nos nossos mosteiros de monjas são especialmente solicitados para fortalecer o projecto através das suas orações durante todo o mês.

 

2.PREGAÇÃO:

  • É solicitado que incorporemos este apelo sobre a PAZ na Colômbia na nossa pregação ordinária do Advento.

3.BANCO DE EXPRESSÕES ARTISTICAS:

Todos os artistas da Ordem são convidados a contribuir para o processo de reconciliação através de três modalidades:

  • Oferecer uma proposta de ordem artística para ser enviada a Colômbia para ser exposta num espaço de solidariedade;
  • Oferecer uma proposta artística para ser colocada em espaços simbólicos locais no país de origem para sensibilizar a nível local e mundial sobra a necessidade de PAZ e Reconciliação.
  • Oferecer um ciclo de formação na Colômbia para estimular e capacitar os dominicanos / as locais e outras pessoas para se desenvolverem as suas capacidades artísticas que podem contribuir para a Paz e Reconciliação.

4.UMA COLECÇÃO OU CONTRIBUIÇÃO FINANCEIRA:

Com o fim de apoiar o estabelecimento de uma organização pacificadora, constituído por pessoas que promovam a cultura de Paz no Catatumbo, pedem-nos uma contribuição que será destinada a:

  • Desenvolver um Instituto de Investigação e Formação na Diocese de Tibú que pode formar e capacitar membros das Igrejas e Comunidades locais, convertê-los em actores de Paz na região.
  • Produzir recursos educativos e outros materiais que podem ajudar no desenvolvimento de uma cultura de Paz.
  • Impulsionar acções significativas de construção de PAZ.

5. CONTACTO COM A EMBAIXADA LOCAL DE COLÔMBIA:

  • Assegurar que a embaixada local da Colômbia está informada sobre o empenho da Ordem na solidariedade com o Processo de Paz na Colômbia.
  • Convidar o embaixador e outros funcionários da embaixada a participar em qualquer actividade organizada.
  • A embaixada é encorajada a abordar as preocupações levantadas pelos dominicanos/as na Colômbia.

 

Junto o folheto com a informação sobre Colômbia e sobre o Mês dominicano para a Paz este ano. Também junto alguns testemunhos das gentes locais que podem ser úteis na organização do mês.

Nosso apelo:

  1. Por favor distribua esta carta e material a todos os dominicanos / as  e incentive-os a celebrar este Mês Dominicano para a Paz.
  2. Pedimos a cada ramo que identifique um coordenador /a e uma euipa de pessoas para promover e coordenar este projecto.
  3. Por favor, informar os nossos promotores de Justiça e PAZ, fr. Mike Deeb do nome do coordenador /a designado.

 

Muito obrigado pela sua cooperação!

Rezamos para que através desta pequena acção, a solidariedade entre todos nós podemos crescer e por sua vez, fazer com que a nossa missão de pregação tenha um maior impacto em levar a Boa Notícia ao nosso mundo.

 

 

Como fazer chegar as contribuições?

Doações Económicas:

Consignar a favor Curia Provincial San Luis Beltrán

Banco de Bogotá, cuenta corriente 052034055. Banco Beneficiario Banco de Bogotá

Colombia SWIFT BBOGCOBB. CHIPS 001959. A través del Banco Intermediario Citibank,

Ciudad New York Swift CITIUS33. Cuenta del BB 10922754 ABA 021000089

 

 

Expressões artísticas: Escribir a la Curia General: Promotor de Justicia y Paz Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Información general: Fray Jorge Ferdinando Rodríguez Ruíz

frayiorgeferdinando@,usantotomas.eclu.co Cel : 057 320 820 l7 69

Diocesis de Tibú: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ; www.diocesisdetibu.com.co

 

 

Fray Bruno Cadoré
Maestro de
.la
Orden

Fray Mike Deeb

Promotor General para la Justicia y TaPaz

 

Hna Cecilia Éspenilla

DSI Promotora Internacional para la Justicia, laPazy la Integridad de la Creación

 

Fotogalerias

Bairro 6 de Maio
Casa Provincial
Colégio Flori
Capítulo
Fundadores
Moçambique
Mocambizade
Peregrinação Fátima
Retratos de Família
Semana Santa Moçambique