banner_dominicanas1 banner_dominicanas2 banner_dominicanas3 banner_dominicanas4 banner_dominicanas5 banner_dominicanas6 banner_dominicanas7

Colaboradores do Centro de Solidariedade do Chirangano, Quelimane

Eu sou Carlota Carlos Assamundine, de 22 anos de Idade natural de Quelimane.

Falar do meu trabalho aqui no Centro de Solidariedade do Chirangano é uma experiência muito boa, só de pensar nas actividades que faço é algo muito dignificante pra mim e me sinto muito alegre.

Comecei a frequentar o centro quando estava no ensino médio e já usava os serviços que o centro oferecia como: explicação, curso de Inglês, e curso de informática isto em 2011 quando abriu a biblioteca, fui sempre uma das leitoras activa, fui a décima pessoa a fazer a inscrição para obter o cartão e ter acesso a biblioteca. 

A minha participação como colaboradora começou em 2013, a convite das Irmãs para colaborar na área da biblioteca como bibliotecária e eu aceitei, fiz voluntariado na área de alfabetização foi uma experiencia incrível, vendo aqueles alfabetizandos a ler e a escrever para mim foi muito gratificante.

Actualmente só colaboro na área da biblioteca, Já se passam 4 anos de experiência, e tenho aprendido muito com as Irmãs. Aprendi que qualquer trabalho é digno e dignificante se executarmos com amor, num espirito de serviço e de entrega. Tenho atendido os leitores como irmãos e trabalho com alegria, e ganhei uma nova família que são os meus colegas de trabalho.

Me sinto muito bem realizando aquilo que são as minhas actividades aqui no centro, e tenho trabalhado cuidadosamente para deixar tudo em ordem.

 

Respondo pelo nome de Rosa Gonçalves Carlos e sou colaborada deste Centro

Comecei a frequentar o centro no ano 2012 onde fiz o curso de Informática e entrei nesse Centro como bibliotecária no ano 2014, no período das 14 as 18 horas.

Nos primeiros dias de execução desse trabalho tive muitas dificuldades mas com ajuda de outros colaboradores e muito mais da Irmã Mafalda Moniz consegui ultrapassar esse problema e é de louvar a Deus porque este trabalho tem sido muito significante, e tive muitas experiência de como trabalhar na secretaria, e muito mais na área da biblioteca onde agora executo meu trabalho sem nenhum problema e com muita dedicação e simpatia ao serviço dos estudantes que frequentam o centro,

Este Centro tem ajudado muito aos estudante do bairro e outros, oferecendo aulas de explicação e cursos intensivo de Inglês, Informática, o curso de corte e costura e Alfabetização. Agradeço muito as Irmãs por me ter colcoado a su aconfiança em mim durante estes anos. Muito obrigado.

  

Eu sou Maria Ribeiro

Trabalho no Pré-Escolar. Projecto “Crescer mais” do Centro de Solidariedade do Chirangano. Trabalhar neste projecto tem sindo uma experiência única.

Lidar com crianças dos 4 anos aos 5 anos de idade tem sido um desafio total, cada dia que passa sinto que o pouco que sabia acerca de crianças, era mesmo pouco, porque aqui não somos nós que ensinamos o que é amar o próximo mas sim as crianças é que nos ensinam. Ganhar a confiança delas é a melhor parte desse trabalho.

Trabalhar com crianças nesta faixa etária é estar sempre a testarem a nossa paciência e nossa responsabilidade.

Este é o meu segundo ano neste projecto, posso garantir que aprendi muito com as crianças e continuo a aprender a ser mais tolerante, mais paciente e a amar a todos sem escolhas apesar das dificuldades de que cada criança apresenta e ao saber ultrapassar essas dificuldades é sempre um incentivo para continuar a esforçar-me ainda mais.

 

Chamome, Kelven Tomas Pedro Barroso,de 24 anos de idade, sou natural de Quelimane,

Iniciei a minha colaboração no Centro de Solidariedade do Chirangano a convite das Irmãs em Fevereiro de 2016 na área de Informática.

Tem sido para mim um grande desafio, lecciono o Curso que tem a duração de 2 Meses, ministrando cinco pacotes, Windows, Word, Excel Powerpoint e Internet, ministrados em três períodos distintos Manhã das 08 as 10h, Tarde das 14 as 16h e das 16 as 18h,

Até este momento  tenho sentido um bom acompanhamento vindo dos estudantes, das Irmãs, por parte e dos outros colaboradores, fazendo um bom ambiente de amizade e irmandade.

Por fim quero agradecer a Deus em primeiro lugar pela força, coragem e paciência que em mim tem depositado para a realização das minhas tarefas e pelas irmãs pela oportunidade de colaborar no centro.

 

 

 

 

 

Sou Nilza Regalado

Comecei a trabalhar no Centro de Solidariedade do Chirangano em 2016 a convite das Irmãs, para colaborar na área da cozinha e limpezas das salas. Desde o princípio abracei esse desafio onde me encontro até então.

Falar do meu trabalho aqui não saberia por onde começar já que cada dia é um desafio, tenho trabalho com a máxima dedicação e amor, e tenho feito o lanche das crianças do pré escolar.

Me sinto alegre a cada dia que passa vendo os sorrisos de cada criança, todas felizes comendo o lanche. Me sinto muito bem trabalhar aqui e tem sido uma óptima experiência. Aqui no centro ganhei uma outra família de amigos e colaboradores. 

 

 

 

 

Sou Ivania Cândido Sualige colaboradora do centro de solidariedade de Chirangano.

Foi contratada pelas irmãs Missionária Dominicanas do Rosário no dia 10 de Fevereiro de 2016, comecei a trabalhar no dia 13 de Fevereiro foi bem recebida pelos colegas assim como pelas irmãs.

Nos primeiros dois meses foi difícil porque não tinha experiencia das atividades não sabia dividir o tempo do trabalho. Com ajuda dos colaboradores adaptei-me ás atividade o que não percebia procurava saber com os colegas mas experientes não fazia algo, sem procurar saber como, e que se faz.

É uma boa experiência estar a colaborar no centro, aprendi muita coisa com ajuda dos colegas, aprendi a trabalhar em equipa, aprendi a lidar com o público, a ser paciente, prendi a arrumar livros de formas correta, a preencher os livros dos leitores, a fazer inscrições dos cursos, preencher fichas, a fazer cartões, renovações, preencher faturas,  a me comunicar melhor com pessoas a fazer Marketing dos cursos existentes no centro.

Agradeço as irmãs Missionárias Domínicas por me contratarem como colaboradora do centro e pela iniciativa da existência do centro, o centro ajuda muita gente a se formar e ajuda no desenvolvimento do bairro Chirangano assim como os moradores da cidade de Quelimane se beneficiam muito do centro.

 

Chamo-me Goncalves Valia Merci, natural de Quelimane.

   

Chamo-me Alves Maceti, natural de Quelimane.

 

Começamos a trabalhar no Centro de Solidariedade do Chirangano, em 2012 desde lá até agora, já temos 5 anos de trabalho aqui no centro, na área de segurança do centro, ainda não houve reclamações por parte da segurança, o trabalho esta andar sem nenhum problema.

Alem de sermos segurança fazemos outras actividades como cuidar do jardim, a limpeza do pátio, controlar a água e olhamos também na segurança do pré-escolar, que tem a ver com a segurança das crianças dentro do centro, quer na parte interna e externa do centro.

 O trabalhar aqui no centro é uma experiencia, muito boa temos aprendido muito com as Irmãs, o trabalho que fazemos é com amor, e muita dedicação e respeito.

Os outro colaboradores das outras áreas tem nos ajudado muito e trabalhamos com espirito de fraternidade.

 

Chamo-me de Rodrigues Rodrigues Taiobo, vivo no bairro Torrone velho, sou natural Quelimane, tenho 28 anos de idade.

Dizer que comecei a colaborar neste centro como alfabetizador no ano de 2014, fui bem recebido com todo respeito e me sinto feliz por estar neste centro porque todos colaboram bem e não há nada do mal.

Actualmente colaboro em duas áreas, tais como alfabetizador e bibliotecário, também o trabalho esta andar bem e como deve ser.

O Centro de Solidariedade do Chirangano tem muita aderência e é reconhecido como uma das principais biblioteca da cidade, isto porque vêem alunos, estudantes oriundos dos outros bairros que vem de muito longe, não só o centro já formou muitos estudantes e os mesmos quando entram de ferias sempre vem visitar o centro e olham como ponto de partida e ate agora o centro continua formando alunos.

Por último agradecer a Deus pela saúde que me tem proporcionado e as Irmãs Missionarias Dominicanas do Rosário pelo carinho que elas têm para com o centro como também pelos colaboradores deste estabelecimento é por tudo isso que o centro esta a funcionar bem. 

 

 

Fotogalerias

Bairro 6 de Maio
Casa Provincial
Colégio Flori
Capítulo
Fundadores
Moçambique
Mocambizade
Peregrinação Fátima
Retratos de Família
Semana Santa Moçambique