banner_dominicanas1 banner_dominicanas2 banner_dominicanas3 banner_dominicanas4 banner_dominicanas5 banner_dominicanas6 banner_dominicanas7

25 Anos partilhando a Vida e a Fé

“Recordando onde e como tudo começou, poderemos descobrir onde termina.”

(filme “A Cheia de Graça”)

 

Fazer a Memória Agradecida dos 25 anos da nossa presença nas Mahotas, um dos bairros periféricos de Maputo, Moçambique, tem sido para nós um verdadeiro Kairós: Um momento de muita gratidão por tanta vida partilhada, dada e recebida, mas em simultâneo um tempo de renovação de energias para vivermos “o presente com paixão”, confiando que o futuro há-de ter o mesmo “toque de Deus”. Por isso o nosso coração deseja “abraçá-lo com esperança”. Obrigada Senhor por estes 25 anos…

 

 

O nosso coração transborda de gratidão ao olharmos para aquelas Mahotas de 1991… aquele nosso “Maldonado”… em que tudo nos falava de Ti… O grito do povo por pão e… por paz, mas que mesmo chorando nunca a esperança se apagou dos olhos das nossas mamãs, essas grandes especialistas da resiliência…

 Quanto aprendemos com estas mulheres simples das cooperativas agrícolas e das comunidades cristãs, “gloriosas heroínas do quotidiano”, no saber fazer festa e acreditar na vida, mesmo com o coração a sangrar, no meio do sofrimento, da fome e das imensas carências materiais que experimentavam…

Como sabe bem Senhor recordar aquelas cerimónias que nos fizeram entrar dentro do coração deste povo: as saídas de nome da criança; os lobolos, casamentos, os funerais, em que os cristãos nos apresentavam aos seus familiares com tanto carinho e orgulho: “estas são as nossas irmãs que vivem connosco”… 

Como vibra ainda hoje o nosso coração, por aquela Alegria daquele inesquecível dia 4 de outubro de 1992, em que com todo o povo cantámos e dançamos a PAZ… Essa paz que desfrutámos 20 e poucos anos, mas que infelizmente nos volta a fazer sangrar o coração e que continua a ser o grito persistente e permanente do nosso povo…

Ah, Senhor! Quanta vida partilhada, gasta, mas sempre renovada pela experiência do nosso quotidiano de que na verdade “são os pobres que nos evangelizam”…

 

 

Bem sabemos Senhor que toda esta experiência que recordamos com gozo, foi feita de vida entregue gota a gota, mas também marcada pela nossa fragilidade e limitações… Mas bem sabes Senhor, Tu que nos conheces, que sempre quisemos ser um pequenino sinal do Teu Amor no meio dos mais pequeninos. E que continua a ser este o desejo que nos habita e por isso queremos “viver com paixão o presente e abraçar com esperança o futuro”.

 

 (Frutos da Missão – 19 irmãs formadas nas Mahotas)

 

Como Madre Ascensão fizemos e fazemos ainda hoje a experiência de que “nunca Te sentimos tão perto como na missão”. Khanimambu, Obrigado, Senhor! 

Mahotas - 2016

Ir. Inocência Costa

 

Vídeo: “25 ANOS PARTILHANDO A VIDA E A FE”

 

Fotogalerias

Bairro 6 de Maio
Casa Provincial
Colégio Flori
Capítulo
Fundadores
Moçambique
Mocambizade
Peregrinação Fátima
Retratos de Família
Semana Santa Moçambique