banner_dominicanas1 banner_dominicanas2 banner_dominicanas3 banner_dominicanas4 banner_dominicanas5 banner_dominicanas6 banner_dominicanas7

NASCE UM NOVO SONHO…


Começa a primavera e o sol aquece cada dia mais. Os estudantes preparam-se para seus exames do fim de ano. E nós como comunidade vamos concretizando o sonho de compor uma fraternidade dominicana ou talvez um grupo de jovens dominicanos.

 

Encontramo-nos em Quelimane, capital e cidade maior da província da Zambézia em Moçambique. Com uma temperatura que ultrapassa os 40 graus no verão. As pessoas são acolhedoras, as crianças abertas, os adultos são trabalhadores e lutadores, em especial a mulher. O primeiro que se aprende antes de caminhar é a dança, a música continua um elemento importante na vida e na forma de ser das pessoas. Cá a esperança de vida não chega aos 50 anos e a economia é de sobrevivência.

O grupo que se pretende criar, ainda está na fase de enamoramento, de conhecer a São Domingos, de conhecerem-se como membros do grupo, de formar comunidade… mas o espírito que late nas pessoas é de uma sede contagiosa, há um desejo por conhecer a Palavra de Deus, por aprender e por buscar a Verdade.

O grupo teve apenas 3 encontros, a ideia no começo era formar uma comunidade de leigos/as, mas como há integrantes jovens, pensa-se formar um grupo juvenil dominicano.

Assim partilhamos com as pessoas o nosso Espírito, a nossa Espiritualidade, podemos caminhar com um mesmo sentido de família.  Isto para a nossa comunidade exige que sejamos explícitas em falar de nós, perder a nossa vergonha de comunicar aquilo que nos cativa.

No último encontro falamos do sentido de grupo, ajudou-nos uma dinâmica que permitiu romper o gelo, algo escasso nestas terras, porém muito metafórico. O texto da primeira carta de São Paulo aos Corintios (12, 3b-7.12-13), fez que cada um aprofundasse nas caraterísticas que tem um grupo. Onde todos, sendo diferentes, plurais temos um mesmo Espírito, onde o que um vive afeta de maneira irremediável aos outros. Onde, se um membro sofre, todos sofrem, se um membro está bem os outros também. O grupo pode ter diferentes atividades, mas temos um dom comum, que é o Espírito. Todos, somos importantes no corpo, temos dons diferentes, carismas diferentes, diferentes ministerios, mas com um mesmo Espírito.

O desejo de formar uma comunidade tem que ter uma orientação como um projeto de vida. Então as pessoas disseram o que desejam viver na comunidade: Espiritualidade dominicana, acolhimento, amizade, partilha, liberdade de expressão, respeito, paciência, leitura da Palavra, colaboração, união, abertura, verdade, fidelidade. Tudo isto sustentado pelos pilares da Ordem: Comunidade, Pregação, Comtemplação, Misericórdia, Estudo.

Este partilhar foi muito profundo e nos encheu o coração para desejar que este caminhar iniciado tenha o seu fruto.

Irmãs de Chirangano, Moçambique.
Zambezia. Moçambique.

Fotogalerias

Bairro 6 de Maio
Casa Provincial
Colégio Flori
Capítulo
Fundadores
Moçambique
Mocambizade
Peregrinação Fátima
Retratos de Família
Semana Santa Moçambique